Destaque

 

Aviva Jovem é realizado na Paroquia São João Batista, em Macuco

Data Postagem - 29/03/2017


No último sábado (25), às 19h30, jovens de diversas comunidades paroquiais do Vicariato Norte se reuniram na Paróquia de São João Batista, em Macuco, para o 4º Encontro mensal do Aviva Jovem. Através de uma busca por uma experiência marcante de oração e reflexão sobre morte de Cristo por nós, especialmente neste tempo quaresmal, o versículo proposto como tema foi Isaías 53,4: “Ele tomou sobre si as nossas enfermidades”.


Diferentemente das outras vezes, a abertura do encontro foi realizada no adro da Igreja Matriz, onde o Pe. Wanderson Mozer deu as boas-vindas aos presentes e declarou sua felicidade em estar recebendo tantos jovens para essa proposta de oração, reflexão e dedicação ao Senhor. Iluminados por velas, todos entraram no templo.


- Nossa realidade de mundo não permite mais jovens que se encontrem com Jesus de retiro em retiro. A proposta consiste em um alerta sobre os perigos do mundo e a busca recorrente pela radicalidade em busca da santidade.


Na tentativa por um resgate dessa necessidade, o pregador da noite e fundador da Comunidade Trindade Santa, Reginaldo Braz alertou aos jovens:


- Acredito que, ainda hoje, São Francisco de Assis sairia gritando por nossas ruas: “O amor não é amado!” Irmãos, Nosso Senhor Jesus Cristo não tem sido amado. Ele não mediu se daria metade do sangue de seu corpo, ou se daria o seu sangue por inteiro. A igreja carece de jovens que queiram se entregar por inteiro.


Desculpando-se por falar de forma tão clara, declarou:


- Jovens estão em cima do muro. Mas não existe espaço para a tibieza e a mediocridade. É tempo de reação! Conversão! Não levantamos o Aviva Jovem para ter Igreja lotada, para ser referência na região, para ser assunto nas redes sociais e sites. Não! O Aviva foi criado para que daqui saiam jovens decididos a mudar de vida. Ação de uma resposta àquilo que Jesus fez por mim e por você. Vocês veem um Cristo pela metade? Uma entrega pela metade?


Complementando, diz:


- Não podemos nos satisfazer com entregas pela metade. Só poderemos ficar satisfeitos quando virmos verdadeiramente a realização da obra do Senhor. Contemplaremos Sua obra nesse lugar! Creio que o Senhor, pelo seu sangue, pode levantar essa reação nessa noite para nos impulsionar para fora do muro.


Como ápice de todos os encontros mensais, realizou-se o momento de adoração ao Santíssimo Sacramento. E, como forma de contemplação da morte de Cristo, foi rezado o Terço da Misericórdia.


Todo esse trabalho tem sido proporcionado através de um laço fraterno entre a Paróquia de Macuco e a Comunidade de Aliança Trindade Santa (Itaperuna-RJ), surgido após a condução de um retiro realizado em 2016 (Avivamento para Jovens), quando se percebeu a necessidade de realização de um trabalho de pastoreio contínuo. O próximo encontro mensal já ficou agendado para o dia 22 de abril, na Paróquia de Macuco.

 

Texto Kristiano Cuco
Fotos Adriana Gomes