Destaque

 

Solenidade da Anunciação do Senhor e memória de Santa Irene, Virgem e Mártir em São Sebastião do Alto

Data Postagem - 29/03/2017


No dia 25 de março, a comunidade católica de São Sebastião do Alto se reuniu para celebrar a Solenidade da Anunciação do Senhor e memória de Santa Irene, Virgem e Mártir. Todos os anos, neste dia, a paróquia recebe fiéis das cidades vizinhas e filhos da terra que vem participar da Santa Missa, procissão e prestar homenagens à santa.


 Às 16h, dezenas de fiéis acompanhados da Sociedade Musical Santa Irene conduziram em procissão a imagem da Igreja Matriz até a entrada da Capela, onde ocorreu a Santa Missa. Neste local há um profundo vale e a Pedra de Santa Irene, segundo a tradição, onde aconteceu o provável aparecimento da santa numa pedra.


“SANTA IRENE fora queimada viva, em Tessalonícia (Grécia), no dia 25 de março do ano de 304, a mando do Governador Dulcécio, por guardar os manuscritos dos Santos Evangelhos, contrariando, assim, edito (decreto) do imperador romano Deocleciano, o terrível perseguidor dos cristãos.


 Durante certo tempo, vivera refugiada nas montanhas gregas, protegida pelos céus; mais tarde, presa, resistira à corrupção do depravado general romano Dulcécio, deixando-a abraçada a um pote (símbolo de sua pureza) em vez dela; lançada ao lupanar, tivera sua virgindade resguardada pelo Espírito Santo; condenada à morte na fogueira, no alto de um monte, fora devorada pelas chamas cantando os Salmos de David.


Alma imaculada, vivera nos tempos heroicos e gloriosos do Cristianismo.

Seu martirológio encontra-se nos livos: Flor Santorum, Luz Perpétua, Martirológio Romano,etc.

(Irene quer dizer PAZ, em grego)”.


Aparição em 1905, São Sebastião do Alto.

 


texto: Pastoral da Comunicação - Paróquia São Sebastião do Alto
Fotos: Maria Angelina Martins, Otiléa Mezavila