Destaque

 

3ª Caminhada Rumo à Vitória

Data Postagem - 10/07/2017


Apesar da manhã fria desse sábado, 8 de julho, centenas de pessoas acordaram mais cedo e se reuniram, às 6 horas, em frente à Cooperativa Regional Agro-pecuária de Macuco, para receberem do padre Wanderson Mozer as orientações gerais antes de iniciarem a 3ª Caminhada Rumo à Vitória. Dessa vez, o destino era o Santuário do Santíssimo Sacramento, em Cantagalo. Após as preces e as orações, seguiu-se um breve e descontraído momento de aquecimento e alongamento físico.


Às 6h30, crianças, adolescentes, adultos e as pessoas cheias de idade partiram a pé em busca da realização dos seus propósitos espirituais. Um mover de fé de macuquenses e irmãos de paróquias vizinhas, todos juntos e misturados. Rezando, cantando, abraçando, unindo mãos, caminhando sozinhos, com amigos ou familiares, o grupo aumentava. Pelo caminho, água, café, bebidas isotônicas e fé como combustível. Paradas estratégicas foram feitas. Um trio elétrico aumentava o ânimo da multidão com hinos e louvores. Em sentido contrário, ônibus, caminhões, carretas e veículos leves passando em velocidade reduzida.


Alcançado o destino por volta das 9h30, percorridos aproximadamente 17 km, a multidão de caminheiros já havia aumentado consideravelmente.


Chegando ao Santuário, uma acolhida carinhosa dos paroquianos cantagalenses e do Padre Fábio da Cunha Felippe, Vigário Episcopal do Vicariato Norte e Reitor do Santuário do Santíssimo Sacramento.


Visivelmente emocionado e feliz, o Padre Wanderson iniciou a celebração do Santo Sacrifício pedindo aos fiéis que retomassem naquele momento os seus propósitos e os colocassem no colo de Maria Santíssima.


Em sua homilia, destacou uma informação da Primeira Leitura:


- Podemos escolher ser bênção ou maldição. Escolhamos, pois, ser bênção já que não podemos viver em meio àqueles que dão mau testemunho. Todo esforço que fizemos até aqui não pode ser inútil, não pode ser simplesmente “um oba-oba de um grupo de pessoas”. O que nos moveu até aqui é uma visão espiritual.


E acrescentou:


- O Verbo quando se encarnou pensou em cada um de nós. Nós estamos aqui para oferecermos um sacrifício ao Senhor, e isso muito O agrada. Longe de ser um sacrifício igual ao Dele. Saibamos que nenhum sacrifício fica perdido no espaço ou no tempo. E é ele que precisa mover cada um de nós.


Ao concluir a homilia, disse o celebrante com relação à grande procissão que se formara em busca da vitória:


- Ah, Jesus, olha para esses vossos filhos e dê a eles a mesma garra para que vivam em santidade. Que eles alcancem suas vitórias espirituais e estejam sempre na bênção. Estamos já agradecidos, pois o Senhor é fiel e honra a nossa fé. Que essa experiência conduza nossos corações rumo à Pátria Celeste que aguarda cada um de nós.


Terminada a Santa Missa, todos deixaram o Santuário e voltaram aos seus lares, entoando convictos:


“Vamos cantar o cântico da vitória


Glória Deus, vencemos a batalha


Toda arma contra nós perecerá.”


Texto e Foto: Maria Rosângela - Pascom São João Batista - Macuco